quarta-feira, 5 de maio de 2010

REFLETIR O CORPO

Refletir o corpo e não sobre o corpo, refletir o gesto e não sobre o gesto. Hoje uma outra aluna nos disse: "não aprendi saber sobre o meu corpo!" e eu lhe disse "não aprendemos habitar o corpo, o corpo que sou eu!" Eu sou meu corpo e meu corpo sou eu. Eu sou o que faço e o que faço sou eu. Temos sido treinados a viver "fora" do nosso corpo, recebendo o nosso corpo como um objeto que muitas vezes usamos e exploramos sem nos dar conta que a nossa vida e o nosso viver só acontecem porque habitamos o corpo. Somos capazes até em descrever o nosso corpo, colocando julgamentos que nem sempre favorecem a plena manifestação do nosso potencial. Refletir, RE-FLETIR o corpo que habitamos e falar de dentro de SI, dentro da forma, é fletir-se para SI novamente, sem nenhum juízo de valor mas na alegria do contentamento de fazer parte da vida, afinal somos canais de passagem para vida. RE-FLETIR o gesto é poder ser o gesto, que sou eu. Quem sabe, possamos ser PRESENÇA plenamente viva, onde dentro e fora, superfície e profundidade pulse a beleza potente da vida em cada um de nós.
Abraços ****

Nenhum comentário:

Postar um comentário