quinta-feira, 26 de agosto de 2010

ATITUDE MENTAL

Os pensamentos querem ser pensados. Constantemente e quase que incessantemente estamos pensando alguma coisa. Muitas vezes nem se quer sabemos que estamos pensando, o que pensamos e com que qualidade pensamos o que pensamos.Tudo passa na mente, desde os pensamentos mais meritosos até os pensamentos mais demeritosos.Os pensamentos deixam rastros. Os pensamentos engrandecedores trazem emoções elevadas que alimentam a auto-estima, porém os pensamentos rancorosos provocam emoções geradoras de ações que podem ser acompanhadas de violência, assim como os pensamentos pessimistas geram emoções vinculadas à baixa auto-estima.Será que temos controle sobre os nossos pensamentos? Podemos escolher o que pensar e como pensar? Afinal, temos controle sobre a mente que pensa? O treino da atenção focada é um dos caminhos que viabilizam uma aproximação com os pensamentos, o contato e a possibilidade de escolha, de interferir no fluxo e na qualidade dos pensamentos. Aqui entra a Atitude Mental, decisiva no desencadear dos pensamentos e nas consequências geradas por eles. Qualificar a presença na trilha do autoconhecimento, também requer boa vontade e disciplina,é uma escolha pessoal.Fica a pergunta: qual a atitude mental com que eu penso o que penso?
Abraços ****
Vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário