sexta-feira, 1 de outubro de 2010

SOMOS CONEXÃO

Até pouco tempo dizia-se que nós humanos éramos fruto dos nossos gens. Sabemos hoje, pelas pesquisas em neurociência que a genética é um aspecto importante de nossa biologia, porém, não mais o determinante.
Somos gens, mas também somos conexão.
Nas ligações sinápticas estabelecem-se conexões que podem alterar e modificar as respostas somáticas. Pensar conectivamente e considerar as inúmeras possibilidades de relações que se estabelecem no organismo humano vivo é fundamental para sair do raciocínio reducionista que fragmenta, julga e exclui. Se biologicamente somos conexões somáticas, talvez fosse salutar depositar mais atenção na qualidade de nossas relações, nos territórios onde nos relacionamos, na qualidade dos encontros e dos afetos.
Abraços****

Nenhum comentário:

Postar um comentário