quarta-feira, 3 de novembro de 2010

VIDA DIGNA DE SER VIVIDA

O que é que torna a vida digna de ser vivida? Uma pergunta fundamental a ser feita. A falta de clareza, de percepção do viver, pode nos conduzir ao automatismo,ao condicionamento que repete formas prontas e muitas vezes alienantes e patológicas. Sabemos que a grande miséria do contemporâneo não é exatamente a miséria da materialidade, mas sobretudo a miséria interior, aquele espaço interno desconectado, desorientado, inflexível,cego.Uma cegueira irredutível, que nega a si próprio, que se nega a enxergar. Captar os verdadeiros componentes da experiência humana, que permitem funcionamentos alinhados com a vida como um valor imperativo, requer presença e reflexão. Saber da vocação pessoal e alimentar atitudes, pensamentos e gestos que sejam condizentes com a expressão da vida, de uma vida saudável e plena. Potencial todos temos. A vitalidade está disponível no corpo vivo saudável, mas é preciso investimento. Sustentar presença, sustentar reflexão e abrir espaços internos favoráveis e asseguradores da dignidade humana. Acredito que vale fazer a pergunta e de tempos em tempos checar: o que faz a minha vida digna de ser vivida?
Abraços ****
Vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário