sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

INTOXICAÇÃO QUE DESPERSONALIZA

O mundo contemporâneo é um mundo onde mais e mais coisas e modos são insistentemente apresentados, capturando as pessoas numa onda geradora de necessidades muitas vezes inecessárias. Na desatenção, passamos a acreditar que se não estivermos funcionando nestas ondas seremos excluídos do mundo. Quanto mais intoxicados ficamos pelas insistências midiáticas mais despersonalizados ficamos, perdendo o sentido e o propósito da vida. Distantes do significado da existência, nos entupimos com coisas, modos e modismos e acabamos sendo transformados em coisas, submetendo-nos ao manejo capitalista que atende exclusivamente aos interesses do mercado. Intoxicados e despersonalizados, capturados e subjugados, adoecemos na rede social. Deixar de acreditar neste cenário de violências, assumindo a tarefa sagrada de todo ser humano na justa medida, talvez seja hoje o nosso grande desafio como humanidade. O desejo quer ser desejado, ele nunca tem fim. Portanto ter clareza para realizar uma gestão pessoal, onde a economia do desejo possa ser assumida e praticada, é construir uma vida de realização salutar na posse de si mesmo.
Abraços ****
Vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário