sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

O PRAZER DE SER UM CORPO

Com tantos estímulos e demandas, solicitações, histórias e memórias, luzes que piscam permanentemente roubando a nossa atenção, ficamos impossibilitados de conectar com o nosso corpo. Perdidos nas ilusões, ansiedades e frustrações porque somos incapazes de atender a tudo, nesta velocidade da hiperinformação, adoecemos no corpo e na alma. Neste lugar de insatisfação somos inacapacitados de sentir o prazer de viver num corpo, de habitar um corpo e apropriar-se de Si mesmo, da potencialidade da vida. Perdemos a beleza da existência. Reeducar o gesto é uma das formas de conquistar o prazer de ser um corpo. O corpo vivo está em constante mutação, são células fazendo células e portanto, temos todas as chances de transformação e poder viver o mais belo da vida. Experimente, vale a pena, afinal a vida vale ser vivida.
Abraços ****
Vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário