segunda-feira, 11 de abril de 2011

CULPA OU RESPONSABILIDADE

Quando nos deparamos com acontecimentos que causam grande impacto social e pessoal, nem sempre temos um olhar abrangente em perspectiva, para uma análise complexa do acontecido. No mais das vezes, prontamente queremos explicações para encontrar o culpado. Neste raciocínio imediatista e superficial, esquecemos que todos os acontecimentos são fruto de um encadeamento com muitas variáveis, que nem sempre estão evidentes e diretamente relacionadas ao episódio. Imaginamos que se encontrarmos o culpado, tudo estará resolvido. Este é um grande equívoco. O que precisamos insistentemente é entender que todos nós somos responsáveis pelos acontecimentos e que muito mais que querer saber sobre culpas e culpados, deveríamos nos ocupar em pensar sobre responsabilidades.Qual é a minha responsabilidade frente ao episódio e quais são os elementos responsáveis? Esta pergunta, acredito ser importantíssima para sairmos de um lugar estério e débil, que não colabora mas apenas incentiva mais desorganizações, e poder seguir caminhos criativos que incentivem o diálogo, com ações concretas, conclamando a participar toda a rede social, da qual somos parte, para encontrarmos juntos, encaminhamentos salutares. Assumir o dever como cidadãos de transformar informação em conhecimento, em ação política, capaz de modificar os cenários, esta sim é a nossa responsabilidade.
Abraços ****
Vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário