terça-feira, 5 de abril de 2011

MUDAR É POSSÍVEL?

Na era do contemporâneo mudar é quase palavra de ordem, porém mudar "o que?", mudar "para que?",o que significa mudança? Em tempos de agitação, descontentamento e desconfiança, desorientações que geram ansiedade e frustrações, onde encontrar caminhos para alterar este cenário de insatisfação que compromete as relações mais íntimas e as relações com os outros nos diversos espaços das nossas vidas? Cada um de nós é responsável por suas escolhas, condutas e atitudes. Vivemos e convivemos com os outros e todos os outros, sobre os quais não temos arbítrio, contudo no plano pessoal é possível realizar mudanças e alterar as respostas frente os desafios externos e internos. A boa notícia da neurociência é que, quando alteramos nossas percepções podemos mudar nossas emoções. Ao mudar o significado do que percebemos, alteramos também seu impacto emocional. Neste sentido, a meditação tem se mostrado um excelente dispositivo para trilhar este caminho de real transformação, para um viver mais salutar e pleno consigo e com os outros. Os neurocientistas evidenciam a cada dia que a prática regular da mente atenciosa, no deter meditativo, permite alterar a configuração das conexões neurais, com respostas mais saudáveis para a vida pessoal e relacional. Portanto basta apenas querer, pois o caminho já está dado e comprovado.
Abraços ****
Vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário