segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

POTÊNCIA E VONTADE

Quando pensamos em auto-estima talvez estejamos pensando em amor-próprio, sentindo uma vontade de potência. Por ser potente, a vida pulsa no humano vivo, mostrando-se através de inúmeras formas, esta força que a impulsiona, a vontade de ser potente, a vontade de viver o grande potencial da existência. Interessante é que, nada é capaz de fazer uma pessoa renunciar à sua potência própria, " mesmo na obediência há resistência", trazendo Nietzsche (1885). Nada é aniquilado na ordem do espírito. A vontade de potência não é neutralizada nem abolida mesmo no ressentimento. Mesmo ao suportar um infortúnio, há um sentimento positivo de um crescimento de si mesmo. Tal sentimento pode até se colocar escondido, pouco evidente, mas ele sempre está ali à disposição para ser acessado, porque ele é a própria força viva da vida. Querer acessá-lo e vivê-lo é uma escolha pessoal, mas a vontade de potência está presente em cada presente da existência. Fazer presença é acessar potência, acessar a vontade de amar a si próprio, é mais que auto-estima.
Abraços ****
Vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário