sexta-feira, 20 de abril de 2012

AGIR APESAR DA INSTABILIDADE

Vivemos e convivemos em um mundo onde a mudança é uma realidade. Nosso planeta-mundo vivo, muda e se transforma continuamente. Assim também os seres humanos vivos se transformam nas suas mudanças corporais, psíquicas, comportamentais, relacionais, ou seja num mundo em que a mudança é uma constante, é de certa forma natural, que uma certa instabilidade ocorra. Fato é que habitamos mundos que se transformam. Porém, o ser humano é capaz de agir e interferir no processo de mudança, de tal forma que encontre espaços geradores de confiança. O humano na sua capacidade intelectiva e perceptiva, é capaz de construir espaços de convivência no "entre nós", que abarque as experiências, linguagens e saberes, para gerar interações sustentadas no compromisso com o respeito à dignidade da vida em todas as suas expressões. Se há carências que não escolhemos, há também potências que dependem unicamente de nós, de nossas escolhas, decisões e atos. Aqui emerge o grande desafio da educação, que é saber o COMO lidar com a "liberdade" do sere humano. Se somos livres para escolher e decidir, cabe a pergunta: o que realmente temos escolhido para nossas vidas? Com que qualidade optamos por seguir os caminhos que seguimos em nossa vida? Inclusão, consideração, respeito, responsabilidade, honestidade, são valores que se expressam e são evidentes em nosso pensar e agir? Viver é ter atitudes e é através delas que muito do que somos é revelado, portanto o que temos transpirado e exalado ao mundo em nosso entorno? Apesar de toda instabilidade que o mundo possa nos oferecer, é nossa responsabilidade agir e agir bem, considerando imperativamente as futuras gerações, as crianças que chegam a este mundo que nós adultos estamos construindo.
Abraços ****
Vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário