sexta-feira, 22 de outubro de 2010

MUDANDO HORIZONTES

Há quem diga que o viver é uma grande viagem, a viagem que compete à vida de cada um. Nas viagens são muitos os horizontes que se apresentam aos olhos, assim como são muitos os territórios percorridos. O próprio de uma viagem é a mudança de horizonte na constância do caminho. Na viagem um horizonte se esquece, num horizonte que se levanta. Viajar requer adaptação e mudança, oportunidade que as viagens oferecem. Saber adaptar e mudar com satisfação é sabedoria. Toda viagem é aprendizado, não importando o tempo que uma viagem pode durar e o espaço, os locais percorridos. As distâncias são relativas, assim como a permanência na tragetória. Fundamental é o caminho, o caminhar e o caminhante, que sabiamente compreende que os horizontes mudam e sempre haverá uma montanha mais alta que aquela que acreditamos ser a maior.
Abraços ****
Vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário