segunda-feira, 25 de outubro de 2010

NAVEGANDO E APRENDENDO

"Os navios podem estar em segurança nos portos, mas não foram feitos para ficar neles." Nos lugares de encontro, debates, negociações entre os indivíduos preservando o bem comum, seja em territórios públicos ou privados, o humano tem a oportunidade de emancipar-se e reaprender a viver e conviver com a diversidade. Pensar nos faz humanos e é por sermos humanos que pensamos. A capacidade de pensar, compartilhar idéias e conviver com a diferença, não se faz sózinho. Podemos morrer sózinhos, mas só poderemos viver se for com os outros. Sair dos portos e sem medo ou intimidação, ter a coragem de lançar-se nos oceanos da vida,reconhecendo as mares, os ventos, as calmarias, aprendendo e incorporando novas possibilidades, equivale a adaptar-se. Adaptar-se é conexão é conviver. É navegando que se aprende, no fazer fazendo.
Abraços ****
Vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário