quinta-feira, 11 de novembro de 2010

SER AGENTE DE SI MESMO

Crescer, amadurecer, adultecer, é um processo natural do ser vivo porém, nem sempre se apresenta ao humano por vias facilitadoras. A história de cada um de nós é feita de desafios e conquistas, como ondas, passamos por períodos de calmarias e períodos de grandes turbulências. Na instabilidade é que se instala as chamadas crises pessoais. São épocas de angústia psíquica, onde as passagens sempre acabam provocando uma interação entre o sagrado e o profano da existência, entre o mais nobre e mais rude do humano. Embora frente a inúmeras situações desafiantes, em que a vida exige tomada de decisões, é também neste período que todos nós temos a grande oportunidade de fazer escolhas decisivas para a maturidade pessoal: ao invés de ser vítima de Si mesmo, das angústias e aflições, poder escolher Ser um Agente de Si Mesmo. No caos está contida a luz, basta querer ver-la. Ser Agente de Si Mesmo é optar pela potência da vida em relação, conectada com todas as possibilidades que a vida apresenta e seguir em frente com dignidade, reconhecendo que a fraqueza é portadora do potencial da grandeza. Caso contrário acaba-se ficando no limbo da infantilidade, capturado pelo medo não reconhecido. Ser agente de Si mesmo é escolher pelo mais nobre valor, o valor da VIDA.
Abraços ****
Vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário