quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

SENTIMENTO E CONFIANÇA

Diante de tanta aceleração, estímulos os mais variados e necessidades que se apresentam nas urgências do cotidiano, estados de insegurança e ansiedade remetem o Ser Humano ao desequilíbrio e ambiguidades. As violências, altamente exploradas pela mídia em todos os seus canais de comunicação, alimentam ainda mais estes lugares inseguros, levando o humano ao consumo desmedido, distanciando-se cada vez mais de si mesmo. Então onde confiar? Será que pode existir um lugar confiável nestes cenários? Até que ponto a lógica linear retira o humano do senso de si , apresentando argumentos sedutores e convincentes que geram mais desequilíbios, remetendo-o aos automatismos condicionantes? Embora a racionalidade do humano seja um grande passo evolutivo, a lógica linear impede o contato consigo mesmo. Porém os sentimentos não mentem. São eles que permitem ao humano poder reconhecer-se, acolhendo sua humanidade. Contudo é preciso que este humano queira se ouvir, queira conectar-se, queira estar presente em si mesmo e isto é plenamente possível e salutar.
Abraços ****
Vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário