sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

GENEROSIDADE E FIRMEZA

Todas as tradições religiosas, tanto do oriente como do ocidente, conclamam a generosidade como uma atitude a ser cultivada nas relações humanas. Porém o que significa ser generoso? Como acontece a generosidade? Ser generoso é ser permissivo? Na generosidade cabe uma certa firmeza? Como acontece o Ser Generoso? Não há uma fórmula, há uma regulação, um bom senso, afinal a generosidade pede fronteiras, pede bordas, porque todo excessivo não constrói, não edifica mas danifica. Como fazer a regulagem? Aqui temos um desafio bastante interessante. Para que a generosidade aconteça, é necessário que ela brote de um lugar de determinação, de firmeza interna, de boa vontade com significação, para não correr o risco de ser um ato que deseduca e infantiliza. A generosidade precisa estar acompanhada de clareza interna, discernimento e co-participação, ela prediz a unilateralidade, a reciprocidade, é uma via de mão dupla. Sem a particpação das partes, pode cair no lugar da dependência, gerando controle e não liberdade.
Abraços ****
Vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário