sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

TODO SABER É PROVISÓRIO

Aprender é um ato contínuo que depende de disponibilidade. Sem abertura, sem receptividade a aprendizagem não acontece, há que se ter um "querer" aprender, boa vontade. Aprender não é repetir tarefas, mas é transformar, renovar, criar, elaborar, adequar, manejar nas situações da vida, ao longo de uma existência. Aquele que acumula conhecimento não aprende, apenas repete no piloto automático. Toda aprendizagem é fruto de reflexão e como disponibilidade, precisa do "vazio" para receber e refletir, fazer links com o conhecido, com o vivido, experimentado, encarnado. O estado de receptividade viabiliza atualizar e adequar, maturar e poder pensar criticamente, considerando partes e todo, simultaneamente e não fracionadamente. Ampliar e contextualizar, considerando a complexidade e a interdependência, requer tempo e maturidade, sobretudo porque todo o saber se modifica constantemente em função do novo, que emerge sempre. Nunca sabemos e ou saberemos tudo, porque todo saber é provisório. Assim muito mais que acertar é querer aprender e não acumular.
Abraços ****
Vivi

2 comentários: