quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

VOLUNTÁRIO E INVOLUNTÁRIO

Quando falamos em mudança, muitas vezes imaginamos que precisamos de um agente externo, seja ele qual for. Porém a mudança efetiva, aquela que fará a diferença em nossa vida está alojada na disposição interna para a mudança, ou seja depende de um querer operacionalizar a mudança. Quando voluntáriamente depositamos intenção, esforço, empenho, dedicação na dose adequada, a mudança virá certamente. A vontade é decisiva em toda a mudança, em tudo que fazemos na vida. A força de vontade e a boa vontade são fundamentais. Quando estão presentes interferem sobre aspectos do organismo que são involuntários, onde a mudança vai ocorrer. É na experiência, no fazer mais, grau a grau, que o sistema nervoso é acionado para aprender, diferenciar e maturar, corporificando formas somáticas mais conectivas. A formação de conexões sinápticas são mais funcionais quando a vontade determinada age no sistema neuro-motor, modificando e construindo novas camadas somáticas.
Abraços ****
Vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário