terça-feira, 7 de junho de 2011

SILÊNCIO INTERIOR

O silêncio interior, o jejum da mente que escolhe deixar que os pensamentos apenas passem, sem se ater a nenhum, permite o contato com o mais sutil, o mais profundo, o mais íntimo do humano. O gesto expressivo nasce do corpo e da alma, quando no silêncio interior pode estar presente num diálogo entre as dimensões do Ser Humano. No silêncio interior o humano se conecta com a consciência ampliada, ouvindo a música e a poesia da alma. Tudo se acalma, se encaixa e a potência se expande. Muitos são os caminhos que podem conduzir a este silêncio, porém, é no refinamento da presença, onde passado e futuro se encontram, que o Si mesmo se expressa. Criatividade e maturidade, gentileza cordial, generosidade amorosa, circulam e vibram pelos tecidos, ossatura, pele, pulsos, respiração, tudo é permeado pela consciência, corpo e alma se encontram no encantamento do silêncio interior.
Abraços ****
Vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário