quinta-feira, 7 de julho de 2011

GRANDES MUDANÇAS

Saimos da sociedade agrária, rural, agrícola. Hoje estamos na urbanidade, vivemos e convivemos em grandes centros, comercializamos produtos, idéias, modos de ser. Estamos na sociedade do conhecimento. Produzimos conhecimentos que entram e saem dos países cujas fronteiras vão além dos limites territoriais. Estamos em constantes trocas onde tudo muda, se altera, se mescla, miscigena, é a mestiçagem, o hibridismo.O conhecimento é uma exigência, um bem, e dentro do capitalismo é valor de mercado. No trânsito do conhecimento, precisamos da capacidade adaptativa para conviver na mestiçagem, onde a flexibilidade é fundamental para que haja conexão, vias conectivas por onde as informações e o conhecimento possam circular. No mundo hipersaturado de informação e conhecimento precisamos da reflexão para podermos escolher, selecionar o que realmente tem sentido para as relações nos corpos vivos, que se fazem o tempo todo nos encontros e acontecimentos. Rigidez não cabe mais nestes territórios, é preciso atenção e plasticidade, criatividade, presença, para regular as velocidades nos espaços relacionais e afetivos. Afinal, como diria Chris Andersen," não vivemos uma era de mudanças, vivemos uma mudança de era".
Abraços ****
Vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário