quarta-feira, 13 de julho de 2011

O ENSINAMENTO VEM DENTRO

Dentre tantas lições, a vida tem me trazido uma lição que faz a diferença: eu só posso ensinar aquilo que eu sei fazer, ou pelo menos estou na prática do fazer. O que isto significa? Significa que eu só posso ensinar a fazer "pão de queijo", por exemplo, se eu sei fazer pão de queijo, ou pelo menos tenho dedicado meu tempo na prática deste fazer. Ao longo de nossa história, a cultura tem nos ensinado que é nosso dever fazer para o outro, ajudar ao próximo. Acredito que ajudar o outro, colaborar, é fundamental para a convivência, porém se internamente eu não tiver sustentabilidade em uma prática permanente, no sentido de colaborar comigo mesmo, ser amorosa e generosa comigo, saber reconhecer a mim, me perdoar nos equívocos e humilde e dignamente saber transformar, mudar atitudes em mim, jamais terei condições de faze-lo com o outro e com todos os outros. Sem uma experiência pessoal de cuidado e acolhimento, não tenho como acolher e cuidar. A vida portanto, tem me ensinado a cada dia a diferenciar egoísmo, egocentrismo, de auto-conhecimento e aprimoramento pessoal. Se ninguém dá o que não tem, como posso ter que dar o que não tenho nem para mim mesmo. Culturalmente temos investido em lugares que não oferecem sustentação e acabamos ficando nos discursos que nada transformam, nem a mim nem ao outro. Sair deste lugar e autodeliberadamente mudar a atitude, é algo ainda a ser cultivado pelo ser humano, afinal o ensinamento só pode vir de dentro, pelo exemplo vivo, momento a momento de nossa existência.Para ensinar a fazer um delicioso pão de queijo, há que praticar e praticar no fazer cotidiano, requer amassar, cozinhar, dedicar.
Abraços ****
Vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário