quarta-feira, 30 de maio de 2012

UMA DANÇA INTERATIVA

Com os avanços da biologia e da neurociência, que utilizam os dispositivos tecnológicos mais avançados disponíveis para pesquisa, sabe-se com total clareza a relação recíproca entre corpo e cérebro. O corpo humano vivo está em contínua comunicação com o seu cérebro. Aliás, é uma comunicação de mão dupla do corpo para o cérebro e vice-versa. Corpo e cérebro, ou melhor corpo-cérebro, executam uma contínua dança interativa . Estados cerebrais, estados mentais e estados corporais, funcionam integradamente, num processo permanente de trocas informacionais. O corpo informa ao cérebro de seu estado, assim como o cérebro informa ao corpo sua condição e ou necessidades, de tal forma que o cérebro possa gerar respostas corretivas à mudanças necessárias quando a vida estiver ameaçada. Interessante é também a capacidade do cérebro, independentemente do que lhe for solicitado, dizer ao corpo como construir um estado emocional. Nesta perfeita e até misteriosa dança interativa há uma sabedoria, a inteligência da vida. Esta é a dança que já é, basta apenas que possamos viabilizar, pela consciência, que ela se expresse, desde os mais refinados e quase imperceptíveis movimentos, até os mais amplos solos apresentados no palco da vida. Dançar é se permitir à vida, é se permitir à experiência interior, é se conectar com a revelação viva da vida em toda a sua grandiosidade, afinal o gesto é sublime, assim como sublime é a alma de quem dança a dança da consciência na presença de cada pequeno grande gesto. É confiar e se entregar ao sagrado. Abraços **** Vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário