segunda-feira, 1 de outubro de 2012

MOTIVAÇÃO – O QUE NOS IMPULSIONA


A fluência é um estado de espírito que nos impulsiona a trabalhar  da melhor forma possível, nos engaja na atividade que estamos realizando. Neste estado, o nosso desempenho parece não “ver o tempo passar”, pois a fluência em si nos é prazerosa. A fluência é um motivador por excelência. Quando gostamos de uma atividade nos sentimos leves com enorme prazer na realização. Porém, é uma característica variável de pessoa para pessoa. Fato é que as pessoas precisam amar o que fazem e ter prazer em fazê-lo. As palavras motivo e emoção compartilham a mesma raiz do latim: MOTERE, ou seja, MOVER. As emoções são literalmente, o que nos move, nos impulsiona, na direção das nossas metas. São elas que alimentam nossas motivações e nossos motivos, impelindo nossas percepções e moldando nossas ações. Quando as pessoas estão motivadas, o difícil parece ser fácil, é quando o cérebro opera num nível mínimo de dispêndio de energia. Neste estado tudo flui melhor. Uma pessoa motivada procura maneiras de fazer melhor o que fazem, maneiras de inovar, de criar, de buscar novas oportunidades. Segundo Daniel Goleman, há três competências motivacionais que caracterizam as pessoas que têm desempenho destacado: “Realização, como o forte intuito de melhorar ou de ser melhor; Dedicação, adotando visão e metas de organização e de grupo;  Iniciativa e Otimismo, competências que mobilizam as pessoas no sentido de agarrar as oportunidades e as habilidades, a absorver com facilidade os reveses e os obstáculos.” Fazendo uma rápida comparação, o que  diferencia o ser humano de uma máquina, no caso o computador, é a capacidade que os dados obtidos possuem, de mobilizar nossos sentimentos. As máquinas atribuem o mesmo valor a tudo e não conseguem pinçar o mais relevante em cada momento, em cada situação ou acontecimento. Os computadores não possuem a força guia proporcionada por nossas emoções e motivações.
Abraços    ****
Vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário