quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

DOCE DO CORAÇÃO

Nos períodos festivos os doces não podem faltar. Doces para serem presenteados e doces para serem degustados nas mesas familiares, considerando aqueles que tem acesso às guloseimas. Para estes e para outros, talvez fosse bastante oportuno repensar que glicose faz bem ao organismo, mas não a glicose contaminada pelos ressentimentos e rancores, que tanto mal fazem à digestão. Os doces verdadeiros não estão nos supermercados do consumo mas no coração sincero e amoroso, cálido e generoso,liberto das fontes poluidoras e pleno da limpidez da cordialidade. Coração, coragem, cordialidade, concórdia, são palavras que podem emanar de uma alma comprometida com os encantamentos e contentamentos, com a humildade da reta conduta,confeitada de ética e mais valia. Experimente adoçar sua vida e suas relações com as doces expressões de amor e o grande banquete será eternamente doce.
Abraços ****
Vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário