segunda-feira, 30 de maio de 2011

ARMADILHAS DO COGNITIVO

Alguns chamam de ilusão, imaginação,fantasias, idealizações e tantas outras expressões para fazer referência aos equívocos do pensamento. Os "achismos" aparecem com frequência na comunicação, externa e internamente: eu acho que..... Ocorre que a nossa mente se confunde na percepção. Além de existir um padrão de linguagem que exige explicações para tudo, os "porques", pela ausência da atenção não percebemos "o que" e o "como" pensamos.Ficamos muito aprisionados nas tagarelices. Se não reconheço o objeto do meu pensamento e a maneira como enfatizo os pensamentos, não consigo perceber que todos os pensamentos mobilizam, sentimentos e emoções que por sua vez alteram o sistema neuro motor e fisiológico do organismo daquele que pensa e daquele que participa da comunicação.De acordo com a história pessoal e com o ambiente onde a comunicação se estabelece, sentidos e significados diferenciados podem se manifestar, porém não correspondem à realidade. O interpretar mobiliza experiências, lembranças e memórias pessoais provocando respostas que nem sempre condizem com a realidade dos fatos. Cuidado, "as aparências enganam", fique atento aos pensamentos, às expressões de linguagem, às interpretações, pois aí residem as armadilhas do cognitivo. Uma coisa é a memória com suas lembranças outra é a experiência vivida e reconhecida somáticamente. Para não cair nas armadilhas do cognitivo o exercício da presença somática e da plena atenção são fundamentais.
Abraços ****
Vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário