quarta-feira, 31 de agosto de 2011

CONSUMO E ANGÚSTIA

Quando a vida começa a perder o sentido e o significado, a desorientação aparece e muitos sentimentos se apropriam da nossa alma. O "Homem" do ressentimento é aquele que se sente indignado pelos acontecimentos, apresentados enfaticamente pela mídia , através de todos os seus canais, gerando impotência para qualquer possibilidade de ação. O ressentimento possui muitas armadilhas, como sentimentos de culpa, dívida, renúncia, carência e a própria angústia. Diante destes sentimentos , o consumo passa a ser uma das respostas. Capturado pelos sentidos , a pessoa consome sem pensar e quanto mais consome mais impotente, frustrada e angustiada se sente. O que fazer? Se somos todos vivos e potentes, portadores de consciência e com ela a capacidade de reflexão, nada melhor do que parar, pausar para refletir, abrindo-se para querer compreender-se. A dificuldade está muito mais no querer para o fazer do que propriamente nas inúmeras "receitas" terapêuticas que o mercado oferece. Sem o cultivo de uma verdadeira e sincera disponibilidade interna, associada a uma boa dose de coragem e discernimento, bom senso, nada acontece, afinal o "milagre" não vem de fora mas de dentro de cada um de nós, se assim o quisermos.
Abraços ****
Vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário