quarta-feira, 3 de agosto de 2011

FAZENDO TROCAS FAZENDO VIDA

A vida só se sustenta pela sua capacidade de trocar com meio, estabelecendo conexões, relações e intercambiando. Nas células vivas, constantemente elementos são incorporados do meio externo e elementos do meio intracelular são conduzidos ao meio externo, através da porosidade da membrana celular. O sistema de trocas é permanente para a sustentabilidade do organismo vivo. Todos os seres vivos necessitam intercambiar informações para manterem-se vivos, ou seja a homeostase de todo organismo vivo se mantém através do sistema de trocas. Neste processo conectivo, as informações circulam renovando e agregando elementos para sustentar, manter e prosseguir com o fluxo vital. Nós humanos enquanto relações, estamos constantemente socializando informações através de inúmeros canais, para tornar a vida mais potente em si mesma, potencializando o indivíduo e o meio no qual estamos inseridos. Desobstruir os canais para viabilizar as trocas, as passagens informacionais, talvez seja o desafio para todos os que entendem que quanto mais intensa é a vitalidade, maior é a circulação das informações, colaborando para o processo evolutivo e dando passagem à vida.O fato é que nós somos canais de passagem da vida. Se estivermos alinhados com ela, mais potente e saudável estaremos. Sem uma equação contabilizadora, mas na disposição e compromisso com o pulso da vida, podemos em nossa consciência e maturidade, simplesmente abrir espaços acolhedores, carinhosos, gentis, amorosos, para que a vida possa fluir vibrante. Na rigidez, as trocas ficam comprometidas, na flexibilização e adaptação as trocas fluem. Faça a sua escolha e siga em frente.
Abraços ****
Vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário