sexta-feira, 18 de novembro de 2011

A VÉSPERA E O AMANHÃ

No imediatismo o que importa é a urgência do agora. Sem pensar nas consequências e desdobramentos da ação, o imediatista age no impulso da prepotência. Sustentado por uma visão separada de si mesmo, o imediatista não considera a interdependência, em que tudo no universo está interconectado a tudo e age segundo suas próprias conveniências. Se tudo no universo depende de causas e condições, refletir sobre as consequências das nossas escolhas poderia evitar inúmeros desajustes relacionais, tanto no plano pessoal como no social. A responsabilidade dos nossos atos é portanto absolutamente pessoal. Meu futuro está na conformidade de minhas escolhas hoje. É na véspera que se decide o amanhã. Cuidar dos hábitos de vida, seja na alimentação, na atividade física, na forma como conduzimos a nossa vida, na qualidade das leituras, dos filmes que assistimos, nas companhias e grupos que frequentamos, nas horas de lazer, em fim em tudo que fazemos e pensamos, é preservar um futuro salutar para si e para seu entorno. A qualidade dos pensamentos que alimentamos em nossa mente e nas emoções que brotam em nosso coração, são todos elementos fundamentais que podem contribuir decisivamente para um futuro com mais saúde física, mental, emocional, relacional e espiritual. Entre o nascer e o morrer, a trajetória humana percorre um longo caminho. Fazer desta existência um tempo mais luminoso, seria o mínimo que poderíamos oferecer pela grande dádiva que recebemos da vida.
Abraços ****
Vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário