quarta-feira, 9 de novembro de 2011

VONTADE E RESPONSABILIDADE

Ter boa vontade já é um bom caminho, mas não é suficiente para sustentar mudanças internas e externas. Boa vontade apenas não basta, é necessário assumir responsabilidades. Se quero viver em mundo mais saudável, onde as relações possam ser mais confiáveis, é necessário efetivamente conduzir ações e iniciativas condizentes com o meu propósito. São escolhas. Não adianta criticar, é necessário responsabilizar-se na ação. Não é uma questão de idealização, mas de operacionalização. O discurso em si não promove mudanças é preciso ação, pois é na ação que temos a oportunidade de experimentar, de viver nossas proposições. Afastar o desânimo e agir. Democracia, cidadania, se faz na prática do cotidiano e sem responsabilidade não pode haver democracia. É na polis, no conviver, nos espaços relacionais com todos os desafios que as diferenças nos apresentam, que podemos viver a responsabilidade do respeito, da cooperação, da preservação dos valores universais que sustentam e alimentam a vida. Há espaços que podemos negociar mas a vida não pode ser negociada, a vida é para ser preservada, respeitada e sustentada. Portanto altruísmo é para ser nutrido pela boa vontade interior que conduz à responsabilidade do respeito pessoal e grupal.
Abraços ****
vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário