quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

A DOR A DELÍCIA

Ser autor de nossa própria vida, ser autor de si mesmo é tarefa para uma vida inteira. Captar a forma, reconhecer os gestos no corpo vivo em constante mudança, considerar a história pessoal e social dentro das ecologias, reconhecer os padrões emocionais e padrões de pensamentos recorrentes, captar o processo metabólico nos disparos informacionais do sistema nervoso, é igualmente uma tarefa existencial. Fácil não é, sem dúvida alguma mas, poder estar num corpo com mais funcionalidade e mais alegria, mais vitalidade é também uma decisão pessoal, fruto de uma escolha de maturidade. O grande poeta Caetano Veloso nos diz " Só eu sei a dor e a delícia de ser quem eu sou." Entendo a dor no sentido de persistência e determinação. Delícia, entendo como o prazer de acionar a potência da vida que traz consigo a beleza reveladora de ser criativo, alegre, encantado, presente, vivo na magnitude plena da vida.
Abraços ****
Vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário