quinta-feira, 10 de maio de 2012

GANDHI

A verdade que Gandhi procurava não era apenas a verdade do pensamente, mas ao mesmo tempo a verdade da ação. Para ele o pensamento justo é necessário para a ação justa, assim a procura da verdade não tem por finalidade apenas a compreensão do verdadeiro, mas o cumprimento do bem. Sendo assim, a verdade não pode ser teórica, mas essencialmente ética. O importante para a pessoa humana não ter razão pela razão, mas ser bom é ser bondoso, pois a bondade já é em si a expressão da verdade. É a recusa absoluta e deliberada em não fazer o mal. A verdade exige do ser humano abster-se de todas as formas de violência. A verdade exige ainda não apenas não fazer mal aos outros e ao mundo, mas ela requer que se queira bem a todos e ao mundo, ou seja, que a bondade se manifeste para com eles. A não-violência segundo Gandhi, é a bondade para com tudo que vive. Para ele, existe uma coerência essencial e fundamental entre a verdade, o amor e a não-violência. Gandhi afirmava “ é pelo amor que se pode chegar mais perto da verdade.” Abraços **** Vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário