quinta-feira, 14 de junho de 2012

UM PEQUENO - GRANDE ESPAÇO

Se mensurado, o espaço pode ser considerado pequeno em relação ao resto corpo, mas pelo que ele oferece ao ser humano, se torna grandioso e revelador. O espaço existente atrás de nossos olhos e entre as nossas orelhas, é um local onde o cérebro através da mente consciente permite ao ser humano fazer contato com o sentimento de existência de seu corpo, com o sentimento de presença, com o sentimento de estar vivo. Este é o sentimento primordial, a base de todos os sentimentos causados pelas interações entre objetos e organismo. Práticas meditativas milenares, permitem um contato com esta região do cérebro, que traduz na mente o “falar” consigo, em meio a toda uma grandiosa atividade neural. Silenciar-se para poder ouvir-se e receber as informações que esta riquíssima região nos oferece, depende do cultivo de um estado de vigília por uma mente consciente, que possa discernir aquilo que William James descreveu com sendo “um rio corrente com objetos em suas águas”. O treinamento da atenção, para a sustentação de uma mente focada e atenciosa é fundamental para penetrar neste pequeno-grande espaço e apenas ser este estado vivo, com o pulso da vida, fundindo-se na plena unidade de si mesmo, do “quem sou”. Um estado sem palavras, o lugar do AUTO. Um verdadeiro mergulho nas profundezas da mente consciente. Abraços **** Vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário