sexta-feira, 31 de agosto de 2012

GESTO E EMOÇÃO


Gestos como encolher os ombros em sinal de desprezo ou encurvá-los em sinal de resignação, assim como expressões faciais, parecem ser processados pelo complexo sistema encefálico. Posturas corporais e gestos do cotidiano, conduzem  as pessoas a estados emocionais diversos. Estar  atento à qualidade das nossas emoções,  é  fruto de um estado cuidadoso de presença somática.  As práticas corporais que estimulam posições específicas respeitando a organização somática, qualificando o estado de presença do praticante na postura e permitindo  pequenas  narrativas ou descrições de si mesmo, favorecem o reconhecimento e contato  com a emocionalidade, geram estados emocionais mais saudáveis e ampliam  a percepção de si. Ter consciência do gesto, da postura e das emoções decorrentes, requer estados qualificados de presença através de  treinamento e educação somática.  Estar consciente de si, abre caminhos para escolhas  mais vitalizadas,  potentes,  agregadoras, conectivas,  inteligentes e amorosas. Habitar um corpo saudável é viver a vida com satisfação. A realização pessoal que gera estados de felicidade e plenitude dependem de expressões somáticas, gestos e posturas no cotidiano, dos quais emanam sensações e emoções agradáveis e prazerosas. São ações muscularizadas, que  ajudam as pessoas a atingir estados conscienciais  de paz e plenitude. Cuidar do gesto, da postura e da emocionalidade é cuidar da saúde física, mental e espiritual.
Abraços    ****
Vivi

Nenhum comentário:

Postar um comentário